Segurança Presente – Brasil Certo
Logo Brasil Certo
Vamos conectar mulheres de bem
para resolver os problemas da cidade de forma criativa e prática?
Logo Brasil Certo

Somente em 2021, Polícia Federal captura 12 procurados internacionais acusados de tráfico de drogas

Direito à autodefesa desrespeitado: STF suspende trechos dos decretos de armas

Editoria: Segurança Presente

Atendendo a reivindicações da população nas últimas eleições, decretos flexibilizam o acesso a armamento e munições no país A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão monocrática, suspendeu parte dos decretos baixados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com objetivo de desburocratizar e ampliar o acesso a armas de fogo e munições no país....

Atendendo a reivindicações da população nas últimas eleições, decretos flexibilizam o acesso a armamento e munições no país

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão monocrática, suspendeu parte dos decretos baixados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com objetivo de desburocratizar e ampliar o acesso a armas de fogo e munições no país. A decisão vai contra o direito da população de bem de defender o seu lar.

A suspensão é resultado de uma ação direta de inconstitucionalidade protocolada pelo PSB, logo após a edição dos decretos. A deliberação da ministra está valendo, mas será julgada definitivamente pelo plenário da Corte. 

O Brasil Certo é a favor do porte de armas para a população de bem, o que é, também, um desejo da população que foi demonstrado nas urnas em 2018 e, especialmente, em 2005 – quando 63% dos brasileiros votaram, em referendo, a favor da comercialização de armas de fogo. O Estatuto do Desarmamento, porém, a despeito da decisão favorável ao comércio do armamento vinda da população, manteve restrições rígidas para sua aquisição.

Os decretos

Os decretos alteram a lista de produtos controlados pelo Comando do Exército e excluem projéteis de munição para armas de porte ou portáteis até o calibre 12,7 mm, por exemplo. Além disso, ampliam, de quatro para seis, o número de armas que um cidadão brasileiro que corresponda aos requisitos pode possuir. A categorias como a de juízes e policiais também é permitida a compra de mais duas armas de uso restrito. Colecionadores, atiradores e caçadores também foram beneficiados com a ampliação da quantidade de munição.

As novas regras também permitem o porte simultâneo de duas armas. 

O Brasil Certo defende o direto ao porte de armas

De acordo com a senadora Soraya Thronicke (PSL/MS), líder do Brasil Certo, a segurança da população é prioridade e o cidadão de bem deve ter o direito de possuir uma arma de fogo para se proteger. 

“Qual o motivo de desarmar a população de bem enquanto criminosos continuam empunhando fuzis e metralhadoras? O argumento de que a flexibilização da posse de armas irá facilitar o acesso a mais armas para os bandidos não é aceitável. Mesmo com tantas restrições ao cidadão, os criminosos sempre estiveram muito bem armados. Somos a favor dos decretos de armas, porque eles garantem o direito da população proteger sua família”, garante a senadora.

E você, é a favor dos decretos de armas?

Somente em 2021, Polícia Federal captura 12 procurados internacionais acusados de tráfico de drogas

Editoria: Segurança Presente

Defensor das corporações policiais, Brasil Certo busca maior valorização das forças de segurança brasileira O Brasil Certo é apoiador das forças policiais brasileiras e se orgulha do trabalho de excelência realizado pela Polícia Federal. Somente em 2021, por meio de sua estrutura de cooperação internacional, a corporação já localizou e prendeu 12 procurados internacionais. A...

Defensor das corporações policiais, Brasil Certo busca maior valorização das forças de segurança brasileira

O Brasil Certo é apoiador das forças policiais brasileiras e se orgulha do trabalho de excelência realizado pela Polícia Federal. Somente em 2021, por meio de sua estrutura de cooperação internacional, a corporação já localizou e prendeu 12 procurados internacionais. A grande maioria destes criminosos são procurados por tráfico de drogas.

Todas as prisões ocorreram em cumprimento a mandados de prisão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal. Os presos agora permanecerão à disposição do STF, responsável por decidir sobre a extradição dos presos aos respectivos países onde são procurados. No Brasil, a Interpol é representada pela Polícia Federal.

Um país mais seguro para os cidadãos de bem é um país que tenha uma polícia forte, bem equipada e com os melhores treinamentos. Por isso, o Brasil Certo, projeto de mulheres idealizado pelo PSL Mulher, apoia nossos policiais e defende iniciativas para valorizar as corporações brasileiras de segurança.

“Ainda que faltem recursos, temos, no Brasil, corporações que realizam um excelente trabalho de proteger nossa população. Essa mesma força policial mais equipada, com melhores treinamentos e melhores condições de trabalho farão uma verdadeira transformação nos dados da segurança pública no país. Por isso, o Brasil Certo, por meio da liderança feminina, sempre defenderá a valorização de nossos bravos policiais”, garante a senadora Soraya Thronicke (PSL/MS), líder do Brasil Certo.